Keblinger

Keblinger

Consumação Da Loucura

deleite-se!Inevitável foi a procura... Quando o desejo clama, só a realização cura. Como assaltar a geladeira às escuras, impossível conter a fera faminta que te arranha por dentro. Ela não dorme, fica salivando... Invade teus sonhos e fica te tentando.
Inevitável fugir. O desejo te assombra, qualquer ventinho te assanha, te inquieta na cama... Então você vai, vai de encontro à perdição e, na consumação da loucura, inefável será a entrega.
Inevitáveis serão as palavras líquidas, deleitosas no teu ouvido, porque assim gostas... Será prazer, gozo, lascívia. E por que não haverias de querer? Ela escorrerá na tua boca, e teu pecado será a gula. Provarás o néctar dos Deuses e, depois, não desejará nada menos do que isso.

Carolina Salcides

5 comentários:

  1. Ricardo10:45 PM

    Cada um sabe para si o que aciona a sacralidade, a reverência e o que faz sua alma se curvar.



    Lindo, fada ruiva, lindooo


    AMOR, R.

    ResponderExcluir
  2. Lunático...11:17 PM

    Inevitável foi a procura...

    :: Começar pelo predicado é estiloso, não colocar em ordem indireta, poderia ter sido simplesmente "A procura foi inevitável"

    Quando o desejo clama, só a realização cura. Como assaltar a geladeira às escuras, impossível conter a fera faminta que te arranha por dentro.

    :: Cura, procura, escuras...tem rima e música aí.
    Clamar é um verbo muito bom, é bem mais do que chamar
    Assaltar a geladeira é uma metáfora legal, mais ainda a fera arranhando por dentro, muito bom!!!!

    Ela não dorme, fica salivando...

    :: Muuuuito intenso, algo grande, em pouquíssimas palavras, sempre meio animal, meio xamânico


    Invade teus sonhos e fica te tentando.

    :: tri

    Inevitável fugir.

    :: ordem indireta de novo

    O desejo te assombra, qualquer ventinho te assanha, te inquieta na cama... Então você vai, vai de encontro à perdição e, na consumação da loucura, inefável será a entrega.

    :: intenso e vai crescendo ao longo da frase, e termina num orgasminho básico (o ventinho é um achado!)


    Inevitáveis serão as palavras líquidas,

    :: uaaaau

    deleitosas no teu ouvido, porque assim gostas...


    :: "porque assim gostas", sempre esse tom de submissão e "serviço", e no entanto é quem domina

    Será prazer, gozo, lascívia. E por que não haverias de querer? Ela escorrerá na tua boca, e teu pecado será a gula.

    :: gula como pecado nesse caso é outro achado, a gula de provar o néctarProvarás o néctar dos Deuses e, depois, não desejará nada menos do que isso.

    :: é algo dos deuses, é top, e mesmo assim desejarás sempre isso, nada menos...

    ...

    ResponderExcluir
  3. Leitor9:43 AM

    Inevitável não te ler...
    Parabéns...

    ResponderExcluir
  4. nossa ! amei te ler...
    me visita lá
    http://carla-feitosa.blog.uol.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Nada menos que a saliva que escorre
    Das tuas entranhas na noite escura...
    Nada menos que a lascívia que só morre
    Na consumação gozosa da loucura...

    ...

    Besos, Carolina, besos...


    Ricardo Kelmer

    ResponderExcluir

 

Copyright © 2005-2013 Carolina salcides. All Rights Reserved. Todos os Direitos Reservados.